segunda-feira, 7 de abril de 2014

Nota de corte Do concurso da CEF Caixa Economica Federal - Técnico Bancário

Temos visto muitas informações desencontradas em relação a nota de corte do Concurso da CEF Caixa Econômica Federal,Tecnico bancario concurso este efetuado no dia 30/3/2014 e que teve seu gabarito informado no dia 01/04/2014. Pois bem, vou tentar aqui dar uma informação que pode ser útil aqueles que querem saber se passaram, se têm alguma chance, dependendo de sua nota. Primeiramente conforme edital, não há nada dizendo que você tem que fazer 80 pontos "Na Prova" para passar. O que edital diz é que a sua NP não poderá ser menor que 80 no Polo, podendo inclusive ser menor que 80 no Macro Polo, desde que você tenha um NP de pelo menos 80 no seu Polo. Como funciona isso ? e o que isso significa ? Bem, vamos lá esta é a formula do Edital: NP = 102 + {15 x [(NC – MP)/DP]} O Que isto significa ? Bem a Cespe Unb parte de duas informações pré definidas neste cálculo, a primeira é o valor de 102, que seria a média normal da prova se você acertasse 50% e 15, como sendo o desvio padrão original. E o que é em resumo o desvio padrão ? seriam as variáveis comparando todas as pessoas que fizeram a prova em relação a média. Então para completar a NP, precisaríamos saber, NC, MP, e DP, para então sabermos qual seria nosso NP, e vermos se ele é maior ou menor que 80. Então como podemos calcular isso ? Bem o NC você já tem, que é o número de pontos que você fez na prova, portanto ficam faltando duas informações, o MP e o DP. Então vamos para o MP. Quem foi no site do Aprova www.aprovaconcursos.com.br, pôde ver que lá há um Ranking, que você pode identificar o número de pessoas que tirou determinada notas, então pegando como exemplo o Polo São Paulo Capital -Centro Sudeste, teremos as sequintes notas: 204 0 171 1 160 1 143 1 132 1 131 1 125 1 123 1 121 2 120 1 119 2 117 1 116 1 115 2 114 4 112 7 111 1 108 1 107 1 106 1 105 3 104 3 103 2 102 1 101 1 100 5 99 5 98 3 97 3 96 5 95 1 94 4 93 5 92 4 91 1 90 4 89 3 88 4 87 5 86 6 85 3 84 8 83 4 82 6 81 6 80 11 79 4 78 4 77 3 76 5 75 5 74 14 73 3 72 6 71 6 70 15 69 6 68 9 67 3 66 6 65 7 64 10 63 1 62 10 61 4 60 8 59 6 58 6 57 2 56 10 55 7 54 8 53 2 52 10 51 3 50 7 49 3 48 10 47 4 46 13 45 4 44 7 43 4 42 12 41 0 40 9 39 3 38 8 37 3 36 9 35 3 34 11 33 3 32 5 31 2 30 6 29 3 28 6 27 4 26 3 25 1 24 10 23 3 22 5 21 1 20 5 19 4 18 6 17 3 16 3 15 0 14 7 13 2 12 2 11 2 10 3 9 3 8 6 7 2 6 2 5 2 4 4 3 1 2 3 0 3 0 -3 0 72 -1 5 -2 3 -3 4 -4 1 -5 0 -6 3 -7 3 -8 2 -9 0 -10 3 -11 0 -12 1 -13 1 -14 3 -16 1 -26 2 -27 1 -30 1 -40 1 -43 1 650 Média 583 Ou seja a Melhor nota foi 204, e a menor nota foi -43. Sendo que do lado direito teremos o número de pessoas que tirou cada nota. Cabe alertar aqui duas coisas, a primeira nota podemos desconsiderar, pois é praticamente impossível acertar 100% neste tipo de prova, então a pessoa simplesmente preencheu conforme o gabarito, para obter esta nota. Outra coisa é o número de pessoas que tirou Zero, ele foge ao resto da tabela, porque caso, a pessoa não consiga concluir, ele simplesmente zera ambas as notas. Sendo assim se considerarmos todas as demais notas, teremos 583 pessoas informando suas notas, representando, um percentual de quase 2% das pessoas que fizeram a prova. Desta forma podemos calcular a média deste grupo, que com certeza estará próximo da média quando se apurar todos os inscritos para esse polo. Ou seja usando os valores acima, chegaremos a uma média do POLO São Paulo - Centro Sudeste de 54,01. Uffa !!!! Agora só falta o DP (Desvio Padrão), pois bem, como se calcula o Dp: Bem para cada grupo de pessoas que alcançou determinada nota, temos que subtrair da média para um número equivalente de mesmo número de pessoas. Como Exemplo : Temos 15 pessoas que fez 70 Pontos, como a média que chegamos é 54,01, teremos que multiplicar 15 X 70 e subtrair de 15 X 54,01. Deve se fazer isto para todos os grupos de nota. Se fizer isto verá que haverão casos em que o resultado será negativo, por isto não basta calcular o desvio, mas sim após calcular o desvio, eleva-lo ao quadrado, pois assim todos os valores serão positivos. No caso específico do Polo São PAulo Capital Centro, se fizermos isto usando esta amostragem, chegaremos em uma soma total de 17.649.224. E aí acabou ? Ainda não, agora que você tem a soma do quadrado dos desvios, você precisa encontrar a variância, isto você obterá dividindo o valor de 17.649.224 , pela quantidade de participantes multiplicado pelas respectivas médias, que no caso é 31493. Após este cálculo podemos calcular a variância que é feito pela divisão destes valores, daí chegamos em 560,4173609. Finalmente poderemos então descobrir o desvio padrão através da extração da Raiz quadrada do valor da variância, que resultara em um valor de 23,67313585. Uffa Finalmente agora temos todos os elementos e bastará substituir os dados na fórmula para sabermos que ficamos acima ou abaixo dos 80 pontos. Então vamos agora a alguns exemplos: Vamos supor que você tirou exatamente a nota média 54 Pontos, neste caso você poderá ver que o seu 54, significa aproximadamente 102 Pontos, pois bem veja a fórmula: NP = 102 + {15 x [(NC – MP)/DP]} NP = 102 + {15 x [(54 – 54)/23,67]} = 102 Da mesma forma, vamos supor que você tirou um valor bem abaixo da média, apenas 20 pontos, daí você falou, estou fora, mas na verdade, se mantida esta média, e este desvio padrão, quem tirou 20 estará fazendo 80 Pontos. É só substituir na fórmula. NP = 102 + {15 x [(20 – 54)/23,67]} = 80 É interessante notar que se apenas mudarmos o desvio padrão, para o desvio padrão original de 15, e mantendo os mesmos dados acima, esta pessoa que teria tirado uma nota 80 com o desvio padrão de 23,67, terá uma nota de 68, ou seja aí sim estaria fora do certame. NP = 102 + {15 x [(20 – 54)/15]} = 68 Outra coisa interessante é que para as notas acima da média, o comportamento do cálculo é exatamente o inverso, ou seja quanto menor o desvio padrão, maior é a nota, veja o meu exemplo, que tirei 89 na Prova. NP = 102 + {15 x [(89 – 54)/23,67]} = 124,18. Com o desvio padrão de 23,67, minha nota é 124,18, porém se o desvio padrão usado fosse o original de 15, a nota seria 137. NP = 102 + {15 x [(89 – 54)/15]} = 137 Pois bem, nem tudo está perdido, aguardemos o resultado dia 24, e veremos então se teremos um Novo Emprego. Algo que é interessante falar é que há uma grande diferença entre o concurso da Cesgranrio e da CESPE UNB. No Cesgranrio é até possível a pessoa gabaritar, já neste concurso em que uma Errada anula uma certa, é praticamente impossível gabaritar. Apenas para confirmar o que estou falando aqui, passei no Concurso da CEF em 2002, com 20 Pontos, e fui chamado, sendo que a nota máxima possível era de 40 Pontos, mas a pessoa que mais pontuou na Capital centro fez 28 Pontos. Já no Concurso de 2012, fiquei na classificação 113 para Polo e 155 para Macro Polo, e praticamente dois meses após o concurso, já haviam me chamado para trabalhar. Talvez você me pergunte se passou, porque não foi ?? bem financeiramente não compensava para mim naquele momento, mas hoje já é outra história. Espero ter contribuído, com aqueles que estão apreensivos com o resultado da prova, ou até mesmo desanimado achando que não tem mais chance. Afinal é tanta baboseira que escutamos em relação ao concurso, tipo, tem que acertar 70 a 80 % da prova, para passar, não pode fazer menos que 80 pontos, e coisas semelhantes. Apenas um detalhe não se pode zerar nem em conhecimento básicos, nem em conhecimento específico, senão é eliminado. Uma outra situação, é a pessoa conseguir a NC de 80, porém haver um número maior de classificados para o seu polo, daí ele estará fora. Como exemplo no caso do Polo Capital Centro Sudeste, quem tiver NC de 80, não zerar em nos conhecimentos básicos e nos conhecimentos específicos, e estiver classificado até a posição 6675, terá a redação corrigida e poderá falar que passou. No entanto o número de vagas reservadas pela Caixa é de aproximadamente 1500, então quem estiver até a classificação 2000, poderá ter o sonho de sonhar com a Vaga, os demais terão uma chance bem menor. Isso é possível concluir verificando o Site da Caixa e comparando número de Aprovados, e número dos efetivamente contratados. Com relação aos valores apurados levou-se em conta a Amostra do Site www.aprovaconcursos.com.br, casos as pessoas que preencheram as notas tenham agido de má fé, postando notas não reais, os cálculos ficariam prejudicados e os números poderiam então se alterar, mas de qualquer forma o que procurei demonstrar de que forma se dará o cálculo da nota Espero ter ajudado Abraços, Airton Mendes da Hora dahoramundo@gmail.com

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

26/09/2013 Lucro dos bancos permanece "robusto", aponta relatório do BC O lucro líquido dos bancos manteve-se estável no período de 12 meses, encerrado em junho, de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira, divulgado nesta quinta-feira (26) pelo Banco Central (BC). O valor chegou a R$ 59,7 bilhões, com acréscimo de R$ 4,7 bilhões em relação ao resultado de dezembro. Ao desconsiderar o resultado de uma operação atípica de alienação da BB Seguridade, o lucro líquido do sistema permaneceria totalmente estável, sem esse aumento em relação a dezembro, de acordo com o BC. Segundo o relatório, o lucro líquido foi limitado pelo "fraco crescimento do resultado de intermediação financeira", em razão da redução nas concessões de crédito, menor geração de receitas e "o impacto negativo da marcação a mercado da carteira de títulos". Apesar disso, diz o relatório, o lucro líquido "permaneceu robusto e eminentemente oriundo de operações financeiras de natureza recorrente, sobretudo bancárias e de seguros". Fonte: Agência Brasil Apesar de todo este Lucro Os Banqueiros estão oferecendo 6,1 % de aumento, após 01 ano de trabalho para os Bancários, enquanto cobram até 15% de juros por MÊS dos clientes do cheque especial e de cartão de crédito. Realmente isso é ultrajante.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Bancários chegam a acordo para encerrar a greve


Bancários chegam a acordo para encerrar a greve
Portal Terra
Publicidade

A Federação Nacional de Bancos (Fenaban) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) chegaram a um acordo salarial na noite desta sexta-feira para encerrar a greve dos bancários, que já dura 18 dias. A Fenaban apresentou proposta de reajuste de 9% (com ganho real de 1,5%) a partir de 1º de setembro de 2011 e o comando da greve recomendou a aprovação da proposta pelas assembleias que serão realizadas pelos sindicatos na segunda-feira, em todo o País.

A proposta, segundo a Fenaban, assegura aumento real pelo oitavo ano consecutivo. O piso salarial para bancários que exercem função de caixa passa para R$ 1,9 mil, para jornadas de seis horas. Para a função de escriturário, o piso salarial passa para R$ 1,4 mil. Na Participação dos Lucros e Resultados (PLR), houve aumento da parcela adicional de R$ 1,1 mil para R$ 1,4 mil, e do teto da parcela adicional de R$ 2,4 mil para R$ 2,8 mil.

Os outros benefícios ficam reajustados da seguinte forma, informou a federação: o auxílio refeição sobe para R$19,78 por dia; a cesta alimentação passa para R$ 339,08 por mês, além da 13ª cesta no mesmo valor. O auxílio creche mensal de R$ 284,85 por filho até 6 anos.

Na avaliação do Comando Nacional dos Bancários, a proposta atende às principais reivindicações dos bancários. "A proposta traz avanços importantes e é uma conquista da greve nacional da categoria, a mais forte em duas décadas, que mobilizou trabalhadores de bancos públicos e privados por 17 dias, chegando a paralisar 9.254 agências em todo o país e forçou os bancos a mudarem de posição", afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários.

Segundo a Contraf, os dias de paralisação não serão descontados e serão compensados até o dia 15 de dezembro. As negociações de temas específicos do Banco do Brasil e da Caixa Economica Federal ocorrem ainda neste noite.

O acordo foi comemorado também pela Fenaban. "Este foi um processo de negociação bastante longo, mas que finalmente levou a um acordo entre as partes, construído na mesa de negociação", disse o diretor de Relações do Trabalho da Federação, Magnus Apostólico.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Unânime, assembleia rejeita proposta e marca greve para 3ª Trabalhadores votaram 'não" para 0,37% de aumento real. Bancos agendaram reunião para sexta




São Paulo - A proposta do setor que mais lucra na economia brasileira deixou indignados seus empregados. Os bancos, que viram seu resultado crescer mais de 20% nos primeiros seis meses deste ano, querem pagar aos bancários somente 0,37% de aumento real nos salários, na PLR e nas verbas como tíquetes e auxílios. A reação dos trabalhadores foi à altura. Em assembleia realizada na quinta-feira 22, mais de mil bancários decidiram, por unanimidade, rejeitar a proposta e iniciar greve no dia 27.

> Bancário é o protagonista da Campanha Nacional
> Denuncie o contingenciamento nos bancos

“Tentamos, desde 12 de agosto, quando entregamos a pauta à federação dos bancos, resolver a Campanha Nacional Unificada por intermédio da mesa de negociação. Mas, mais uma vez, os banqueiros estão empurrando os bancários à greve”, afirma a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira.

A dirigente, que é uma das coordenadoras do Comando Nacional que negocia com os representantes dos bancos, critica a proposta apresentada no último dia 20. “O índice de 0,37% praticamente não é aumento real e não há propostas para a valorização dos pisos, para PLR maior ou para melhorar as condições de trabalho. Na mesa já informamos aos bancos que indicaríamos aos trabalhadores a rejeição da proposta na assembleia”, explica.

Rodada de sexta – Os bancos marcaram uma nova reunião para esta sexta-feira. “Vamos ouvir o que vão dizer. É a última oportunidade que têm para apresentar uma proposta que valorize a categoria que todos os dias constrói o imenso lucro do setor. Não podem voltar para a mesa novamente sem proposta decente. No dia 26 os bancários fazem nova assembléia para organizar a greve por tempo indeterminado. Estamos prontos para paralisar as atividades nos bancos públicos e privados de todo o Brasil”, completa a presidenta do Sindicato, reforçando que as direções do Banco do Brasil e da Caixa Federal também têm de apresentar propostas dignas aos funcionários nas negociações específicas.

Leia mais
> Página especial reúne informações da Campanha Nacional Unificada
> O passo a passo da Campanha Nacional Unificada


Redação - 22/09/2011

sábado, 10 de setembro de 2011

Videos Nível 03 - Estância Canaã

Foi bom estar estes dias junto ao pessoal da articulação do Sindicato dos Bancários de São Paulo - Este video reflete alguns dos momentos de descontração do pessoal. Mas os problemas que os bancários vivem face ao capitalismo selvagem implementado pela classe Patronal é grave, e temos que procurar formas de mudar o que esta aí, melhorando as coisas não apenas para a classe trabalhadora mas para a população como um todo. Temos que caminhar em direção a um mundo melhor !!!















terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lei revoga artigo 508 da CLT

Lei revoga artigo 508 da CLT

Confira abaixo a lei 12.347/10 que revoga o seguinte artigo da CLT :

Art. 508 – Considera-se justa causa, para efeito de rescisão de contrato de trabalho do empregado bancário, a falta contumaz de pagamento de dívidas legalmente exigíveis.

_________

LEI Nº 12.347, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2010

Revoga o art. 508 da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei :

Art. 1º Fica revogado o art. 508 da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943.

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 10 de dezembro de 2010; 189º da Independência e 122º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA

Paulo Roberto dos Santos Pinto

terça-feira, 29 de setembro de 2009

= Funcionário do Santander terá empréstimo para compra de units

= Funcionário do Santander terá empréstimo para compra de units


23/09/2009 12:14


Depois de divulgar que irá fazer oferta de units de sua filial brasileira na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), o Santander informa agora que irá liberar empréstimo aos seus funcionários que quiserem participar da operação.

Segundo o jornal Valor Econômico, os trabalhadores do banco terão preferência para subscriçăo de até 5% da oferta pública primária de units. Para isso, poderăo tomar um empréstimo equivalente a até um salário bruto mensal para comprar os papéis. O crédito deverá ser pago em 60 parcelas mensais, com taxa de juros de
apenas 1% ao ano.

Mas o prazo é curto para decidir se há interesse ou não. Serão apenas seis dias úteis para fazer o pedido de reserva, que vai de 28 de setembro a 5 de outubro.

Além disso, o funcionário deverá ficar com as units por ao menos 60 dias, sendo que as despesas de custódia serăo arcadas pelo banco caso ele fique com os papéis pelo prazo mínimo de seis meses.

Em reuniões com o banco, a Afubesp e os sindicatos chegaram a sugerir a liberação de linha de crédito neste sentido. Agora, as entidades sindicais comemoram a iniciativa, mas lembram que os aposentados do grupo também deveriam ser incluídos neste plano.

"Os colegas aposentados são os responsáveis pela grandeza dos bancos adquiridos pelo Santander no Brasil", comenta o secretário de imprensa da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr, que é diretor da Afubesp. Ele lembra que quando houve a doaçăo de 100 açőes do banco para cada trabalhador, por ocasiăo do aniversário de 150 anos do Santander, os jubilados também foram esquecidos pela direçăo do grupo espanhol.

De acordo com a empresa, a maior parte da receita da operação, que levantará quase 5 bilhões de euros, será usada na abertura de 600 agências no Brasil até 2013.

É o que espera a diretora do Sindicato dos Bancários de Săo Paulo e coordenadora da mesa de negociaçőes, Rita Berlofa. "Esperamos que os recursos sejam aplicados no Brasil. Exigimos que o banco pare de demitir, acabe com as práticas antisindicais, abra as prometidas agências, melhore as condiçőes de trabalho e o atendimento aos clientes. Queremos que o banco respeite o Brasil e os brasileiros", ressalta.


Saiba mais

A informação sobre a oferta de 16,21% de units do atual capital acionário da filial brasileira do Santander na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) e na Bolsa de Nova York foi divulgada na imprensa, na segunda-feira, dia 21.

O preço estimado de cada um ficará entre R$ 22 e R$ 25, segundo o folheto da operação, registrado na Comissão de Valores Mobiliários. No Brasil, a operação ocorrerá em 8 de outubro.

A oferta de units do Santander deve movimentar de R$ 11,55 bilhőes a R$ 15,625 bilhőes, conforme o intervalo de preço e o exercício ou năo dos lotes extras.

Os clientes do Santander terăo prioridade na subscriçăo de 10% da oferta. No total, os investidores de varejo terăo direito a até 20% da distribuiçăo. Para o público em geral, o valor mínimo de investimento será de R$ 3 mil.


Fonte: Érika Soares - Afubesp